Prefeitura de Rio Branco apresenta novos médicos que trabalharão na atenção primária

A prefeitura de Rio Branco recebeu nessa sexta-feira, 26, novos médicos que chegaram para ajudar no combate à covid-19. São 15 profissionais do Programa Mais Médicos e atuarão na atenção primária do município.

A vinda dos médicos foi uma articulação da Prefeitura Municipal de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), depois que uma força tarefa do Ministério da Saúde esteve na capital no mês de fevereiro, quando a cidade enfrentava além da pandemia da covid-19 e epidemia de dengue, a alagação do Rio Acre e enxurrada dos igarapés.

“O Ministério da Saúde, vendo essa situação, nos ajudou enviando nesse momento 15 novos médicos do Programa Mais Médicos que vão agir diretamente na atenção primária. Ainda estamos esperando a chegada de mais cinco  profissionais”, informou o secretário da Semsa, Frank Lima. 

Por causa da pandemia a Secretaria Municipal de Saúde tinha 15 médicos, com mais de 60 anos e que pertencem ao grupo de risco, afastados de suas atribuições.  Todos já foram imunizados com a primeira e segunda doses da vacina que combate o coronavírus. 

Na última quinta-feira, 25, saiu um decreto da Semsa chamando esses médicos para retornarem ao serviço, 15 dias depois de terem tomado a segunda dose. “Vale ressaltar que esse decreto não é só para médicos e sim para todos os servidores municipais que estavam afastados por causa da comorbidade e que já tomaram a primeira e segunda doses do imunizante”, explicou o secretário.

Esses médicos irão trabalhar nas Unidades de Referência e Atenção Primária (URAPs) e nos postos de saúde no Programa Saúde da Família (PSF). “Eu acredito que com a vinda desses médicos, o atendimento nos postos de saúde vai melhorar, e muito”, informou o prefeito Tião bocalom.

Ele disse ainda que na próxima semana deve fechar um convênio com o Conselho Regional de Medicina (CRM) para a vinda de mais 10 médicos residentes. “Com isso nós pretendemos dobrar a quantidade de médicos nas unidades de saúde”, concluiu o prefeito.