Prefeito Tião Bocalom pede auditoria dos pagamentos de terceirizadas da Zeladoria

Prefeito: “Estamos encaminhando, por meio da Casa Civil e da Zeladoria, esses documentos aos órgão de controle” (Foto: Dircom)

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, encaminhou nessa quinta-feira, 25, vasta documentação ao Ministério Público do Estado do Acre, Ministério Público do Trabalho, Tribunal de Contas do Estado, Procuradoria Geral do Município e a Câmara de Vereadores, pedindo providências legais sobre documentos referentes aos valores pagos às empresas terceirizadas da Secretaria Municipal de Zeladoria da Cidade (SMZC).

Em um levantamento interno da Zeladoria surgiram suspeitas de possíveis irregularidades nos pagamentos das terceiradas. Bocalom pediu junto aos órgãos de controle uma análise meticulosa dos documentos.

O ato de assinatura da documentação ocorreu na sala de reuniões da Prefeitura, na presença de jornalistas, do secretário Joabe Lira, titular da SMZC e do diretor de gestão da pasta Marcos Antônio. O material reúne informações para análise dos últimos cinco anos.

“Estamos encaminhando, por meio da Casa Civil e da Zeladoria, esses documentos aos órgão de controle. Na verdade, se trata de um pedido de auditoria de possíveis irregularidades nesses pagamentos. Diante dessas possíveis irregularidades, decidimos fazer esse encaminhamento com informações dos últimos cinco anos”, explicou Marcos.

O prefeito Tião Bocalom ressaltou que o fórum apropriado para tratar esse assunto são os mecanismos de controle. “É o que eu sempre falei, nosso negócio é gastar bem o dinheiro público. Em dois meses conseguimos economizar cerca de R$ 350 mil, estamos encaminhando informações mais extensas para as devidas providências”, colocou.