Tião Bocalom acompanha trabalho de combate à dengue na parte alta da capital

Agentes se preparam para as ações nas casas (Foto: Dircom)

Nesta terça-feira, 23, o prefeito Tião Bocalom acompanhou a força-tarefa coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) para eliminar focos do Aedes aegypti nos bairros Placas, Chico Mendes e Altamira (parte alta da capital). Os vereadores foram convidados pela prefeitura para conhecer o trabalho.

Os bairros escolhidos para as ações desta terça-feira têm apresentado uma incidência crescente de casos de dengue, por isso foram selecionados para a ação. Analistas de fiscalização da secretaria de saúde realizam inspeções nos quintais e espaços públicos para localizar possíveis focos do Aedes aegypti em entulhos, lixo e carcaças colocados à margem das vias públicas.

Essas ações ocorrem de segunda a sábado, envolvem o Ministério da Saúde (MS), Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) e têm o apoio de 20 agentes de endemia do governo do Distrito Federal.

Os agentes realizam borrifação com aparelhos de Ultra Baixo Volume (UBVs) costais, o chamado fumacê, nos locais com maior incidência do mosquito da dengue, além de visitas em domicílios, onde são checados caixas d’água e outros recipientes para evitar a proliferação do Aedes aegypti.

Para o secretário de saúde de Rio Branco, Frank Lima, o engajamento da população é fundamental no combate ao mosquito. A principal forma de se prevenir é manter o monitoramento nas residências, sempre buscando evitar água parada e a proliferação do inseto.

“A operação age em várias direções. Tem uma equipe que trabalha com o fumacê, outra com a aplicação de larvicida e, paralelo a isso, uma equipe realiza coletas para analisar o resultado. É um trabalho coordenado que a prefeitura está realizando, visando evitar que as pessoas adoeçam”, explicou Frank.

“Neste momento nós não temos que olhar a bandeira partidária e sim, a população. Estamos passando por situações tão difíceis! Um trabalho desse que está sendo realizado pela prefeitura é de suma importância”, disse o vereador Célio Gadelha.

O prefeito conversou com os agentes de endemias, ouviu moradores da região e pediu o apoio da população para combater o mosquito da Dengue. “Nós precisamos controlar isso. Lá atrás deixaram de fazer esse controle, mas estamos fazendo esse trabalho. Graças a Deus, recebemos apoio do Ministério da Saúde e do Distrito Federal. Apoio importante que se soma ao nosso trabalho feito pelos nossos agentes endemias, com muita determinação”, observou Bocalom.