Forças de segurança se unem em estratégias para cumprimento de medidas restritivas em Rio Branco

Parceria para que o Decreto seja cumprido (Foto: Dircom)

Uma reunião interagências foi realizada na tarde dessa terça-feira, 2, na sede da prefeitura de Rio Branco para definir estratégias de ação conjunta das forças de segurança na fiscalização e aplicação do Decreto estadual nº 8.147, assinado pelo governador Gladson Cameli que, dispõe sobre medidas restritivas, excepcionais decorrentes do agravamento da situação epidemiológica, motivada pelo novo coronavírus, e, a iminência de colapso do sistema de saúde.

O subsecretário de Segurança Pública do Acre, Maurício Pinheiro Soares, disse se tratar da união de esforços para construir uma consciência coletiva durante a vigência das medidas. “Os prognósticos não são animadores. O Decreto tem o objetivo de salvar vidas e com a integração de todos iremos buscar cumprir e ajudar a preservar vidas humanas”, observou.

A vigilância sanitária, por intermédio de seus representantes, fez uma explanação do efetivo de fiscais que irão atuar, especialmente, nos feriados e nos finais de semana, quando só será permitido pelo Decreto estadual o funcionamento de farmácias, hospitais, postos de gasolina e funerárias. Quem tiver em desacordo com as medidas será responsabilizado.

“Estamos diante de uma situação atípica, de excepcionalidade. Em caso de descumprimento do Decreto a pessoa será conduzida à delegacia, onde será elaborado o termo de ocorrência. Se necessário, um inquérito policial será instaurado para apurar os fatos”, colocou o delegado da Polícia Civil, Martin Cavalcante Hessel.

O chefe do Gabinete Militar da prefeitura, coronel PM Ezequiel Bino, observou que nem uma agência consegue executar a fiscalização sozinha. “Precisamos unir forças em favor da vida”, disse.

Participaram da reunião integrantes da Secretaria de Segurança, Fundeseg, Detran, Polícia Civil, Polícia Penal e ficais sanitários envolvidos na ação fiscalizatória.