Prefeito e governador assinam decreto de reversão dos serviços de água e esgoto

Prefeitura e governo assinam o documento (Foto : Marcos Vicentti/Secom)

Determinado em resolver o crônico problema do abastecimento de água tratada na cidade Rio Branco, o prefeito Tião Bocalom e o governador Gladson Cameli, assinaram o decreto que instituiu a Comissão Interinstitucional que vai coordenar o processo de reversão do serviço público de saneamento básico, do Estado para o Município.

O ato ocorreu no gabinete de trabalho do governador Gladson Cameli e contou com as presenças do secretário da Casa Civil Municipal,  Artur Neto, e do procurador-geral do Estado, João Paulo Setti.

Conforme o decreto, caberá a comissão instaurar, administrar e finalizar os trâmites necessários para reverter o sistema de água e esgoto da cidade.

Um plano de trabalho detalhado está sendo montado, seguindo o cronograma de atividades da comissão, e deverá ser concluído em prazo de 180 dias.

“Nós falamos há muito tempo que precisamos ter água nas torneiras das pessoas todos os dias e não do jeito que está hoje. De repente, passa semana, passa 15 dias sem chegar água. Água é vida, água é fundamental. Estou muito agradecido ao governo do Estado que entendeu que precisamos fazer a reversão agora do serviço de água e esgoto”, explicou o prefeito Tião Bocalom.

O gestor ressaltou, inclusive, que trabalha em Brasília junto a bancada federal que está ajudando na captação de recursos. “O senador Márcio Bittar, como relator do orçamento, também deverá colocar mais um valor adicional para que a gente possa começar a fazer um belo trabalho”, finalizou o prefeito.

Gladson Cameli, assegurou no ato de assinatura do decreto, que dará o apoio institucional do Estado à Prefeitura para melhorar o fornecimento de água tratada e coleta de esgoto. “Se trata de um compromisso firmado pelo prefeito Tião Bocalom e que ele está cumprindo com a sua palavra”, enfatizou.

A comissão instituída pelo decreto é composta por representantes do Departamento de Água e Saneamento (Depasa), Secretaria de Estado da Casa Civil, Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Agência Reguladora dos Serviços Públicos do Estado do Acre (Ageac), Procuradoria-Geral do Estado (PGE-AC), Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan), Procuradoria Geral do Município de Rio Branco, Secretaria Municipal da Casa Civil e Serviço de Água e Esgoto de Rio Branco (Saerb) fazem parte da comissão.