Governador e Prefeita se reúnem com setor empresarial para falar sobre transbordamento do último fim de semana em Rio Branco

A Prefeita de Rio Branco, em exercício, Marfisa Galvão, participou na noite desta terça-feira, 9, de uma reunião na Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac).

O pedido partiu do presidente da Federação, José Adriano Ribeiro. Estavam presentes o governador Gladson Cameli, empresários do setor da Indústria e do Comércio e Sebrae, que ficaram preocupados com a enchente que atingiu 40 bairros de Rio Branco, no último fim de semana. Durante a reunião, foram apresentadas as providências adotadas emercialmente.

O momento é de atenção é, de crise, enfatizou o major Cláudio Falcão, coordenador municipal de Defesa Civil. “É muito importante essa reunião com os empresários, com o governo do Estado e com o Município para podermos passar a real situação do momento em que estamos vivendo”.

“Essa enxurrada trouxe um susto muito grande pra gente”, informou o presidente da Fieac, José Adriano. “A reação que a Federação das Indústrias teve, quanto representante institucional, foi tentar reunir todo mundo para saber o que cada um está fazendo para que a gente possa se programar e orientar essas pessoas como elas vão se proteger dos possíveis eventos que possam vir”, disse o presidente.

Neste momento em que a cidade se recupera da inundação dos igarapés, um outro problema tem deixado a Defesa Civil Municipal em alerta: a cheia do rio Acre que na medição das 18h já apresentou 13,93 metros faltando 7 cm para atingir a cota de transbordamento que é de 14 metros,  o deve ocorrer na noite desta terça, madrugada de quarta-feira.

O coordenador informou ainda que as equipes da prefeitura estão mobilizadas desde a última sexta-feira, 5, devido ao transbordamento dos igarapés.

“Nós estamos com nossas equipes prontas e também atenderemos essas famílias ao menor sinal. Os abrigos já estão em fase de conclusão, nós temos escolas e nós temos nossas equipes para fazer o transporte e o abrigo dessas pessoas”, explicou Falcão. 

O governador Gladson Cameli agradeceu o apoio do setor ao poder público. “Neste momento em que precisamos da ajuda de todos, contar com o apoio de várias federações e associações é fundamental”, disse Gladson.

As famílias que moram próximas às áreas de risco de alagação devem ficar atentas ao nível do rio e, se atingidas, devem ligar para o número 193 do Corpo de Bombeiros que irá acionar a Defesa Civil Municipal.