Tião Bocalom se reúne com diretoria da RBTRANS para avaliar situação de trabalhadores

O encontro se deu, nesta quinta-feira, 21, pela situação que os trabalhadores dos transportes coletivos. Eles não recebem seus salários que são pagos pelos donos das empresas de ônibus. Além disso, o prefeito foi saber sobre a suposta paralisação que a categoria faria.

De acordo com o superintendente da RBTRANS, Anízio Cavalcante, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte de Passageiros e Cargas do Acre (SINTTPAC), sabe que o município não tem a responsabilidade de pagar os salários dos trabalhadores.

“É claro que existem funcionários que estão sofrendo com a falta de pagamento e vêm aqui reclamar. Nós temos trabalhado nessa conscientização de que não somos responsáveis por esses pagamentos. Quando a prefeitura diz que não vai fazer pagamento da folha de empresa, não está dando as costas para o funcionário, pelo contrário, a instituição está no processo pois é do interesse de todos que isso se resolva”, disse o superintendente.

Em relação aos atrasos dos ônibus, Anízio esclareceu que devido a pandemia da Covid-19 a pontualidade fica comprometida. “Um exemplo é de um bairro onde os ônibus passavam de 20 em 20 minutos e agora está de hora em hora. Nós vamos fazer cumprir que esse veículo passe de hora em hora, com a certeza de que caiba o passageiro e não fique lotado. É essa nossa preocupação no momento”, concluiu.